quarta-feira, 26 de novembro de 2008

síndrome de abstinência | dia 5 | a impotência para escapar ao suplício


“Assim, a coisa está clara; aliás, ele nos suplica que acreditemos nele: quando começou a tomar ópio todos os dias, havia uma urgência, uma necessidade, uma fatalidade; viver de outra maneira era então impossível.”


Charles Baudelaire > Torturas do ópio > O ópio > Os paraísos artificiais – Porto Alegre: L&PM Editores, Primavera de 1986

Um comentário:

LSD disse...

MI, o suplício dessa abstinência vai até quando?