quarta-feira, 21 de novembro de 2007

“Interrompemos História do Olho para...”


Plantão de notícias.

Pronto. Bastou ser inaugurada para a ponte de todos servir de trampolim para aqueles que uma época eram enterrados fora dos cemitérios por atentarem contra a própria vida.

Leio agora no sítio do nominuto que um homem saltou da ponte, de manhã cedinho.

Três meses atrás eu já comentava que o local podia servir pra isso.

Não imaginava que seria tão rápido.

Se eu pensei, por que os responsáveis pela ponte não pensaram?

E do jeito que as coisas vão, de mal a pior, se não colocarem urgentemente alguma proteção o que vai ter de neguinho desesperado saltando no vazio...

2 comentários:

Bárbara Sheraton disse...

midc
Deixei comentário sobre a hitória do olho na postagem de Dalton Trevisan.

Bárbara Sheraton

Rodrigo Levino disse...

e a tal da festa? pena. não renderia sequer uma nota de rodapé para talese, o que escreveu sobre ponte. resta portanto, a manchete policial. da obra e do suicídio.