quarta-feira, 4 de junho de 2008

Rudy & Francis talking


– Os pecados mortais são sete.
– Mortais? Que quer dizer com mortais?
– Quero dizer diários. De todos os dias.
– Na minha opinião só há um pecado.
– Preconceito.
– Ah, claro. Preconceito. É.
– E inveja.
– Inveja. É, sim. É um deles.
– E luxúria.
– Luxúria, certo. Desse eu sempre gostei.
– Covardia.
– Não sei o que você quer dizer. Não conheço a palavra.
– Covardia.
– Não gosto da palavra covarde. Que foi que você disse a respeito de covarde?
– Covarde. O sujeito que se encolhe. Sabe o que é um covarde? O que foge.
– Não, essa palavra eu não conheço. Francis não é covarde. Luta com qualquer um. Escute, sabe do que eu gosto?
– De que é que você gosta?
– Honestidade.
– Esse é um deles.


[William Kennedy, Vernônia, tradução de Sonia Botelho, Rio: Francisco Alves, 1986]

2 comentários:

Capitão-Mor disse...

Também gostei sempre da luxúria! Eh,eh,eh!

lissa disse...

ué, e tem quem não goste (da luxúria)?